Explorando São Paulo

Além dos padrões tradicionais de estudos, o Bandeirantes costuma diversificar o modo de construir e aprimorar a vivência do aluno à realidade urbana. Nesse âmbito, o curso multidisciplinar SPACE (São Paulo, Aprendizagem Compartilhada em Equipe), voltado aos alunos do 9º ano, objetiva explorar a cidade em que eles vivem de maneira prática, fugindo do modelos tradicionais de aulas. Trata-se de um diferencial pedagógico que muito agrada aos alunos.

Por ser um projeto multidisciplinar, professores de várias disciplinas estão envolvidos. Em 2012, o grupo conta com os professores de geografia Guilherme de Benedictis e Fernanda Zuquim, o de biologia Ricardo D’Addio e a de matemática, Silvia Guitti. Com isso, o curso consegue focar os mais diversos temas ligados à cidade, como história, biologia, arquitetura, estatísticas, entre outros.

Em uma das atividades propostas no SPACE em 2012, está a de explorar o centro velho de São Paulo. Com máquinas fotográficas e celulares em mãos, os estudantes saíram, divididos em grupos, em busca de imagens que pudessem representar a cidade.

“Para alguns alunos, essa chega a ser uma experiência inédita. Muitos deles não costumam sair sozinhos, ainda mais para o centro da cidade”, contou Guilherme de Benedictis, coordenador do Space. “Nós procuramos tirar os alunos da sala de aula, para que possam entender um pouco mais da cidade em que moram.”

Após o retorno, os estudantes planejam uma apresentação com base na sua vivência no centro. O mistério do local se revela em fotos, pesquisas, análises, observações e histórias, podendo variar entre perfil de pessoas ou de locais significativos, como Catedral da Sé e Estação da Luz.

Para conferir a galeria de imagens, clique aqui.

Compartilhando conhecimento

SPACE já traz a coletividade no nome. Nas aulas semanais da disciplina São Paulo, Aprendizagem Compartilhada em Equipe os alunos são estimulados a pensar a cidade de forma crítica, agir de maneira cidadã e trocar ideias.

A matéria, que já contava com visitas a marcos históricos da cidade de São Paulo, trabalhos com jogos de computador e apresentações em grupo, agregou mais uma ferramenta de trabalho em 2011: o Facebook. Na rede social, os alunos participam de grupos referentes a cada uma das salas do nono ano e são estimulados a postar suas impressões sobre a cidade, notícias relacionadas especialmente a questões sociais e ambientais e lições de cidadania.

 

Segundo o coordenador do projeto, Guilherme de Benedictis, a participação dos professores Fernanda Zuquin, Silvia Guitti e Ricardo D’Addio, juntamente com os profissionais do Laboratório Multidisciplinar e Tecnologia Educacional foi fundamental. “A atuação dos professores é primordial para que a ferramenta seja usada de forma pedagógica. Em sala de aula, nós abrimos a página e mostramos as postagens que são efetivamente construtivas”, conta Guilherme.

Os alunos mostram que realmente mudaram a forma de ver a cidade, sempre trazendo flagrantes e comentando notícias postadas pelos amigos. “No começo, os professores postavam bastante, mas os alunos ‘atropelaram’ a gente”, brinca Guilherme. “Eles têm muita facilidade com a tecnologia, e conseguem informações que levaríamos mais tempo pra achar, é uma experiência que enriquece muito as aulas”, conclui.